Data

14 - 18 jun 2021
Expired!

Semana Lund

Entre os dias 14 e 18 de junho, a  Prefeitura de Lagoa Santa  realiza a Semana Lund, em comemoração aos  220º Aniversário de Peter W. Lund que acontecem no período de 14 a 18 de junho de 2021.

A semana será marcada por uma série de eventos como a tradicional visita ao túmulo, Medalha Lund, IV Simpósio Arqueologia de Lagoa Santa, lives e apresentação de vídeos culturais pelo nosso canal oficial no Youtube.

Confira a  programação e participe!

 

PROGRAMAÇÃO

 

14/06/21 (segunda-feira)

9h– Vídeo Teatro Infantil – A duvidosa história de Luzia – A primeira mulher do Brasil – Canal oficial no Youtube

10h– Vídeo Infantil – Ossos do Ofício – Contação de Histórias por Carluty Ferreira

11h– Mesa Redonda “Origens – A relevância do Carste como produto turístico da região do Circuito das Grutas”

12h– Vídeo infantil – A onça e o bode

16h – Visita ao túmulo do Peter W. Lund e entrega do Prêmio CAALE

19h – Vídeo visita ao Museu de Ciências Naturais da PUC – Marco Zero da Rota Lund – Prefeitura de Pedro Leopoldo

15/06 (terça-feira)  19h – Vídeo da Mega Fauna encontrada por Peter Lund nas Grutas de Pedro Leopoldo

 

13 a 17/06 (domingo a quinta-feira)  IV Simpósio de arqueologia – Lives quarta e quinta a partir das 19h- Canal do Youtube

Abaixo a programação completa e palestrantes

 

18/06/21 (sexta-feira)   19h – Cerimônia de entrega da Medalha Lund (honraria municipal)

 

 

 

IV SIMPÓSIO ARQUEOLOGIA DE LAGOA SANTA

 

13/06/21 (domingo)

A partir das 9h: Publicação dos Vídeos do IV Simpósio de Arqueologia

 

15/06/21 (terça-feira)

19h – Live: Peter Wilhelm Lund e a Ciência no Século XIX

Palestrante: Ana Paula Marchesotti

Graduada e Mestre em História pela Universidade Federal de Minas Gerais, na linha de pesquisa Cultura e Ciência na História . Especialista em História do Brasil, Gestão de Projetos Culturais e Educação Especial Inclusiva. Atualmente compõe a Equipe Técnica da Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. Tem experiência na área de História, com ênfase em História das Ciências. Atua principalmente nos seguintes temas: Peter Lund, História Natural,, Lagoa Santa, Paleontologia e História das Ciências.

20h – Live: Peter Wilhelm Lund além da paleontologia: contribuições às ciências naturais e à sociedade brasileira

Palestrante: Augusto Auler

Geólogo e pesquisador do carste, doutor pela Universidade de Bristol (Inglaterra). Atua em áreas como mudanças climáticas, espeleologia, hidrogeologia e geomorfologia, nutrindo interesse pelos naturalistas que percorreram o Brasil no passado, em particular Peter W. Lund. Foi fundador de ONGs de cunho espeleológico, como o Grupo Bambuí de Pesquisas Espeleológicas, onde atua até hoje. Publicou 10 livros e centenas de artigos técnicos e científicos. É membro do corpo editorial de importantes revistas científicas, como Geomorphology e International Journal of Speleology, e colabora com diversos grupos de pesquisa tanto do exterior quanto do Brasil.

 

16/06/21 (quarta-feira)

19h – Live: Mantendo vivo o legado de Lund: a aplicação das Geotecnologias nas pesquisas do Carste de Lagoa Santa

Palestrante: Bruno Durão Rodrigues

Doutor e Mestre em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Especialista em Análise e Planejamento Ambiental pelo Centro Universitário de Belo Horizonte, Graduado em Geografia Licenciatura pelo Centro Universitário Newton Paiva e Bacharel em Geografia com ênfase em Geoprocessamento pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – Contagem. Professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas Virtual e Instituto de Educação Continuada – IEC). Há 20 anos atua como Professor de Geografia da Rede Estadual de Ensino de Minas Gerais – Educação Básica. Ainda, na graduação em Geografia, em 1999, começou a ter contato com a Espeleologia através do grupo Guano Speleo IGC/UFMG, permanecendo no mesmo até 2009. Na PUC Minas, participa do Grupo de Estudos em Carstologia, e tem interesse nas temáticas relacionadas às Matas Secas Carbonáticas e a aplicação das Geotecnologias associadas às paisagens cársticas. Possui experiência em trabalhos de campo no carste mineiro, paraense e uma rica oportunidade no carste esloveno, além de trabalhos apresentados em eventos da área e publicações em alguns periódicos.

20h – Live: A rede dos invisíveis: sociedade e circulação em expedições científicas Oitocentistas.

Palestrante: Anderson Antunes

Doutor em História das Ciências e da Saúde e especialista em Divulgação Científica pela Casa de Oswaldo Cruz da Fundação Oswaldo Cruz, com a defesa da tese “Um naturalista e seus colaboradores na Amazônia: a expedição de Henry Walter Bates ao Brasil (1848-1859)”. Anderson Antunes tem como foco a pesquisa das relações entre naturalistas viajantes e habitantes locais no Brasil do século XIX, analisando a importância da sociabilidade do trabalho de campo para a História Natural. Atua, atualmente, na Coordenação de Pesquisa e Arquivo do Museu de Astronomia e Ciências Afins no Rio de Janeiro.

 

17/06/21 (quinta-feira)

18h – Live: Mesa Redonda

Os caminhos do Patrimônio: a implantação de um projeto de Educação Patrimonial na Rede Municipal de Educação de Lagoa Santa – MG

Palestrante: Luiz Avelar

Licenciado em História pela Uni-BH, leciona a 15 anos na Rede Municipal de Educação de Lagoa Santa/MG, atualmente atua com coordenador do Projeto de Educação Patrimonial da Secretaria Municipal de Educação de Lagoa Santa/MG.

19h – Live: Evolução para todes

Palestrantes: Mariana Inglez, Lisiane Müller e Eliane Chim

Mariana Inglez é Licenciada e Bacharela em Ciências Biológicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e mestra em Ciências Biológicas (Biologia / Genética) pela Universidade de São Paulo. Foi professora de Ciências e Biologia no Ensino Fundamental e Médio da rede estadual de ensino no ano de 2011. Entre 2013 e 2014 atuou no médio Xingu, para registro e resgate de sítios arqueológicos impactados por obras na região. Entre 2014 e 2018 trabalhou no âmbito da Antropologia Forense, como consultora da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos da Presidência da República, via PNUD, realizando a análise bioantropológica de remanescentes esqueletais humanos na busca e tentativa de identificação de desaparecidos políticos. É perita forense colaboradora na Equipe de Identificação de Mortos e Desaparecidos Políticos (EIMDP/PR). Atualmente é doutoranda no Laboratório de Arqueologia e Antropologia Ambiental e Evolutiva (LAAAE) – Departamento de Genética e Biologia Evolutiva, IB/USP. É co-fundadora do projeto Evolução para Todes, aonde tem se dedicado à atividades de divulgação científica.

Lisiane Müller é graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2014). Atualmente é mestranda do Laboratório de Arqueologia e Antropologia Ambiental e Evolutiva do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, onde desenvolve pesquisa com estudos isotópicos para caracterizar padrões de mobilidade em grupos humanos encontrados no Brasil Central durante o Holoceno inicial; e consultora em bioarqueologia, analisando e identificando remanescentes esqueléticos humanos de origem arqueológica. Seus interesses englobam as áreas de Antropologia evolutiva, Genética e Arqueologia pré-histórica. É co-fundadora do projeto Evolução para Todes, aonde tem se dedicado à atividades de divulgação científica.

Eliane Chim é Doutoranda em Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Arqueologia do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, possui mestrado pela mesma instituição e graduação em Bacharelado em Arqueologia pela Universidade Federal do Rio Grande.Trabalhou como arqueóloga no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) na Superintendência em Santa Catarina, em Florianópolis. Em sua dissertação de mestrado caracterizou a economia dos grupos humanos que viveram na região de Lagoa Santa no Holoceno Inicial e propôs um protocolo para recuperação de vestígios faunísticos em sítios arqueológicos abrigados. É integrante do Laboratório de Arqueologia e Antropologia Ambiental e Evolutiva LAAAE). É co-fundadora do projeto Evolução para Todes, aonde tem se dedicado à atividades de divulgação científica.

20h – Live: Arqueologia para crianças: uma forma eficiente de ensinar os adultos

Palestrante: Rodrigo Elias Oliveira

Graduado em Odontologia pela Universidade de São Paulo/FOUSP, com mestrado pelo Depto. De Cirurgia, Prótese e Traumatologia Maxilofaciais da FOUSP, Doutorado pelo Depto. de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências da USP e Pós-Doutorado em Periodontia, pela FOUSP. Rodrigo Elias de Oliveira é Coordenador do Projeto Salivar, junto ao Depto. de Estomatologia/Disciplina de Periodontia da FOUSP e Pesquisador Colaborador do Laboratório de Arqueologia, Antropologia Ambiental e Evolutiva (LAAAE) do Instituto de Biociência da USP. É responsável pela curadoria do material esquelético dos sítios Lapa do Santo (Matozinhos, desde 2009) e Caixa d’Água (Buritizeiros, desde 2011).

Deixe um comentário

NEWSLETTER
close slider